Arquivos para categoria: Meus escritos

De repente eu vejo… O que ninguém mais vê…

A luz que brilha lá fora…, O grito que cala aqui dentro;

O sopro de vida a vibrar e um resto de sonho acabar…!

De repente eu vejo, sinto, ouço, encontro, luto, corro, amo, minto, fujo, calo, falo, sonho, percebo… tantas coisas da vida da gente, do mundo inteirinho a processar dentro de mim,  e que já não é só do mundo, é meu, e de tão meu, nunca foi desse mundo aí de fora…

De repente eu vejo… e sinto… e me engano em pensar que o mundo caberia todinho em palavras escritas em um blog!

E o que eu percebo é que esse mundo, sendo meu ou não tão meu, mal cabe dentro de mim…

Adriana Nunes
mundo eu

Imagem: Pinterest

– O amor tem cura…?

– Não, ele não é uma enfermidade!

– Mas ele chega a nos fazer sentir como se estivéssemos enfermos…

– Os sintomas são vários… O coração chega a fugir do nosso controle!

– O amor adormece?

– Sim, não o acordes, apenas quando ele o quiser, já nos disse um velho sábio…

– E será que ele tinha razão?

– Provavelmente sim… Mas, às vezes, estamos dispostos a assumir todos os riscos!

By Adriana Nunes

pes

Imagem: Pinterest

Sonhos, escritos, lembranças, músicas e poesia. Já vimos algumas coisas por aqui. E, por que não, histórias??? Daquelas que ninguém conta, ou daquelas que todo mundo já sabe! Das que são apenas imaginadas, inventadas, sonhadas… Das vividas, das ouvidas, das lendárias…! Das histórias de contos de fadas e das histórias da vida real!
Histórias que, de repente, possam chegar por aqui… Vai depender da inspiração…!

Adriana Nunes

Imagem: Pinterest

 

Porque via tua face… E escutava a tua voz… E sabia que se tratava de ti, mas sabia também que era só um sonho…
Então acordei, e não lembro de mais nada…
Até confundo o que um dia foi real com o que foi apenas parte de um sonho…
E, ao acordar, e ver que de fato não estavas ali, ficou em mim apenas uma doce sensação de felicidade, e a certeza de que quem a trouxe foi a tua presença em minhas lembranças…!

Adriana Nunes

4c8ec411f9f8ed628c358102ef7ecc65

O amor tem seus mistérios… Não sabemos de fato a medida do amar! O amor da vida toda; o amor de toda hora; o amor, assim, platônico… Do amor que cura, penso que seja profundo… Mas, apesar de todo amor ainda persiste uma dúvida: Não será todo esse amor apenas uma ilusão…?

Adriana Nunes
ffe8a393f81c2945d22b6d96eb7b752f

O momento de tomar uma decisão muitas vezes passa por segundos!

O que a gente realmente vai fazer, não dá para saber racionalmente, mas a resposta já está bem lá dentro da gente.

Em questões de segundos decidir se vai falar ou não, se vai parar ou se vai seguir sem saber se haverá outra oportunidade…

E aí a gente decide parar, e cumprimentar, e depois vai embora sentindo que o mundo quase que parou por alguns segundos, mas que  você tem que seguir, mas que você queria ter dito um montão de coisas nos segundos que teve, e não disse nada, talvez três ou quatro palavras soltas…

Ou você decidi seguir, e se arrepende pro resto da vida, porque não vai saber nem onde procurar, se resolver falar o que tinha preparado para falar, mas você não parou justamente porque não preparou nada, mas lá no fundo do seu ser, existe sim, um monte de sentimentos que poderiam tentar se expressar em palavras…

Parece que as coisas só acontecem ao seu tempo mesmo…

 

Adriana Nunes

 

493784bd669b7ea03cbe702be023a20e

Como faz tempo que eu estive por aqui…

A última vez foi em janeiro, e eu estava triste com acontecimentos da vida…

Sempre me lembro do blog, mas gosto de escrever quando as palavras parecem sair do coração… E não apenas jogar um amontoado de palavras por aqui…

Sabe, em nossas vidas sempre estamos buscando ser feliz, e parece que nossa felicidade sempre envolve pessoas…! É claro que momentos felizes também chegam com status, metas alcançadas,… Mas ela chega principalmente por pessoas.

Porque fomos a uma festa e nos encontramos com pessoas legais, porque aquela pessoa que estamos louca por ela nos deu um sorriso, porque nosso amigo(a) querido(a) chegou de viagem, porque nossa mãe nos preparou aquela comida especial… São tantas coisas, tantas pessoas!

Também são as pessoas que nos fazem triste, é claro que existe tristeza pela doença, pelo emprego que não  se conseguiu, pelo animal querido que se perdeu, mas existe muitas tristezas porque alguém nos magoou, gritou conosco, nos passou a perna, foi embora sem ao menos deixar notícias…

Fico pensando o quanto cuidamos das pessoas, as que amamos e as que não amamos, se damos a atenção que merecem, se tentamos conquistar, se sabemos ouvir, ou se só procuramos por conveniência… Sabe, na maioria das vezes só damos valor quando a pessoa se afasta de nós… E aí, o laço que foi desatado fica bem difícil de ser refeito… Porque, na maioria das vezes, as situações da vida são outras, e podem não estar mais favoráveis para se conseguir concluir o laço…

Nossos tesouros no mundo costumo dizer que são as pessoas, principalmente as que amamos e que muitas vezes  não conseguimos demonstrar que temos sentimentos, os melhores, por ela…

Vim aqui hoje escrever para que olhem bem para dentro de vocês e tentem sentir quem é que mora por lá, tentem ver que ninguém é perfeito, então porque aqueles que amamos seriam? Tentem fazer com que as coisas boas de cada um se torne o mais importante, ou por que não fazer com que o amor que você sente por ela se torne o mais importante? E ainda que seja motivo suficiente para uma visita, um telefonema, um convite para sair, a entrega de um sorriso, de um abraço e a declaração de que apesar de tudo ainda gostas dela…!

As pessoas que amamos sempre valem a pena…!

Onde mora o amor também mora a ternura, quando desprezamos a quem amamos, encontraremos com a amargura…

Façam algo enquanto a vida nos dá tempo…!

Sejam felizes, e saibam que a felicidade se encontra na simplicidade!

Adriana Nunes

abraco

janeiro

 

Janeiro está já indo embora…

Vai não Janeiro! Fica mais um pouco!
Janeiro tem que partir, fevereiro tem que chegar, e certas idas e vindas da vida a gente não
pode impedir, a gente tem é que se conformar…
De um janeiro longo… E também curto… Curtíssimo!
Adriana Nunes

“Mas quando eu partir, não fique triste.

Vire a página e deixe uma nova história começar.

E quando perguntarem sobre mim, conte a minha história com todo o seu esplendor!”
Que nunca nos falte páginas, nem histórias, nem imaginação para fazer e refazer a vida!
Que haja sempre cores, que haja sempre amor!
Os que partem, seguirão pra sempre no coração!
E que novos encantos, novos sonhos e novas luzes se façam presentes em nossas vidas!
Adriana Nupaginanes
Imagem: Pinterest

Daquele que tendo o hábito de escrever… não consegue…

Como aquele que tendo o costume de sorrir… não consegue…

Ou como a criança que estando sempre a brincar, não brinca mais…

Porque as palavras não se unem mais a fim de expressar o que se sente…

Porque até o pensar e o sentir parecem destoar…

 

Adriana Nunes

96259d6072acb67ff438ec7829aad96c