Arquivos para o mês de: julho, 2014

Como podem ser mudos se eles falam do que sinto…

Uma música para hoje.

Com carinho,

Adriana Nunes

 

Versos Mudos

Marjorie Estiano

Sei que já tentei de tudo
Sei que já não quero mais lembrar
Só não sei como dizer pra mim
Toda vez eu me pergunto
Quem será que pode completar
Esses versos mudos que eu escrevi?

Pra tentar me convencer
Que eu consigo sem você
Respirar enfim, um momento só pra mim
E deixar a vida acontecer

Aos poucos vou reconstruindo
Aos poucos tudo volta pro lugar
Escutando a alma dizer que sim
Nesse mundo desatino
Espero a nova rima me encontrar
Nesses versos mudos que eu escrevi

Pra tentar me convencer
Que eu consigo sem você
Respirar enfim, um momento só pra mim
E deixar a vida acontecer

Pra tentar me convencer
Que eu consigo sem você
Respirar enfim, um momento só pra mim
E deixar a vida acontecer

 

_ Parece que ela vive num conto de fadas…!!!

_ Pois é, será ela uma fada? Rs!

_ Nada, apenas alguém que se ilude, que não tem os pés no chão! A vida não é assim, do jeito que ela diz…

 

A fada (fada!!!???), sem nem saber daquela conversa:

_ Eu poderia fazer bem melhor, amar mais os que amam a mim, mas o que posso fazer é apenas um pouco escrever… Sonhar, levar sonhos a quem já não tem, com palavras um mundo de cores,magias e canções poder inventar e a todos  nesse mundo levar… Sei que acham bobagem, mas parece que o mundo aprendeu a achar sonhos, e o que não é problema, bobagem… Mas eu, já não sou mais assim, já não tenho como fantasia apenas o que a noite me traz, já não sonho apenas quando durmo… Na verdade, levo do meu dia para a noite… E aprendi, principalmente, que nunca é tarde  para demonstrar amor… E o demonstro assim, escrevendo por aqui…

As da conversa:

_ Mas eu já estou com vontade de ver o que ela escreveu hoje…

_ Por que será?

 

Adriana Nunes73a9577a514a87087601506ff700aa19

Imagem: Pinterest

 

 

 

 

 

 

E não é que Ele faz e fez tudo isso em minha vida!

“Ressuscita os meus sonhos…” E Ele ressuscitou meus sonhos, minha vida!

Obrigada Senhor!

Adriana Nunes