O dia começou com chuva. Mas cadê o guarda-chuva?

Não importa. Gosto mesmo é de andar e correr na chuva.

Gosto da água escorrendo pelo meu rosto. Gosto da magia que existe na chuva.

Ela me traz um contentamento, um doce contentamento. Ela traz consigo um ar de mistério. Um doce e silencioso ar de mistério.

Depois da chuva tive cabelos emaranhados, tive roupa molhada, tive respiração ofegante, fruto da correria. Mas tive também cheiro de café saindo do fogo. Café quentinho, para aquecer o corpo e o coração.

E, depois da chuva, tive ainda poesia, fruto da chuva, a minha inspiração.

Adriana Nunes

8909be275210ecc80c254766bbaed410

Tenham um bom dia!

Imagem: Pinterest

Anúncios