As aflições da vida são várias, mas todos os dias elevo meus pensamentos à Deus!
A frase do dia hoje foi: “Os humilhados serão exaltados!”
Espero que sim… E digo mais, não é fácil, nem um pouquinho, se colocar numa posição de humildade onde se aceita a própria condição mesmo sabendo que você poderia ir mais além, mas que no momento precisa aceitar isso. Às vezes penso mesmo que se trata de uma prova…
Uma vez ouvi que “O homem faz os seus planos, mas a resposta vem de Deus!” Pois é, aprendi entre tantas coisas que não devemos estar nos exaltando por nada, e principalmente pelo que não temos ainda, porque no mundo tudo muda o tempo todo, inclusive nós mesmos…
By, Adriana Nunes98cb875c50f038eb8bf9e92b7382e60c
Anúncios

Mas hoje eu não ia chorar…

Percebi o silêncio ao meu redor e até o ouvi sem que isso atingisse minha tranquilidade…

Senti falta de tanta coisa… Conversa, presença, palavras… Mas não me deixei abater…
Até que ouvi músicas, as mais emocionantes, e quase passei ilesa disto…
Mas com isso fiquei a pensar que os ventos passam… E até os furacões acalmam-se…
Porém o que acontece com os sentimentos…?
Eles adormecem?
By: Adriana Nunes
Ouvindo musica
Imagem:pinterest

Não precisa… vim salvar-me…

Eu não quero… não num resgate inesperado…

Deixe-me apenas sentir esvaziar… evaporar… virar nuvem o que outrora foi palpável…

Deixe-me escrever todos os sentimentos, todas as lágrimas, todo o descontento até que não haja mais o que se por pra fora…!

Deixa ir… O que um dia deixei vir… Deixa fluir…

Mas não me deixe afogar… Nesse mar de emoções…

E então, “Save me”…

By, Adriana Nunes

Prosa e Poesia Catia Garcia:  Se perde tempo demais idealizando alguém que jama...

Imagem:Pinterest

 

“Minha vida sem mim” é o nome de um filme mas é o que vem na minha cabeça de vez em quando…

Você já teve a impressão que modificaram a sua vida sem lhe pedir permissão…? Que as coisas que era para você fazer, você participar, você pensar estão sendo feitas, participadas e pensadas por outras pessoas? Aí vem a sensação de que ” roubaram minha vida de mim” …
A gente faz sim nossas escolhas, mas tem coisas e situações que os outros escolhem pela gente…
Aí vem a frase “quero minha vida de volta!”
Mas preciso falar… Nada volta mais do mesmo jeito….  Pois ainda que sejam as mesmas pessoas, os mesmos lugares, as mesmas datas… Serão outros tempos, outras conversas, outras situações e outros sentimentos…!
Precisamos seguir… Com a vida que se tem agora. É essa a sua vida, e você deveria tentar vivê-la bem… o melhor que puder!
Ainda que muitas vezes chegue esse pensamento de “minha vida sem mim” e uma sensação de perda junto, erga a cabeça, respire fundo, e siga em frente, na vida que você tem agora, pois é essa que te cabe cuidar!
Adriana Nunes
Poderá a Felicidade ser encontrada por meio de alguma coisa?

“Ah, já não acredito no amor!” Falou a moça de olhos castanhos ao falarem que a pessoa certa ainda iria aparecer na vida dela.

Bem, é claro que ela fala no amor entre duas pessoas “amor romântico” “amor de casal”! Porque no amor fraterno, materno, paterno, ela acredita sim.
No entanto, ao ver um casal aparentemente feliz, se curtindo no momento de feiura ou de boniteza, ela suspeita disso!
Logo ela pensa: “o que escondem? quanta aparência há nisso?”
Essa moça ficou amarga…? Não acredita que podem amá-la…
Em que momento se tornou assim? Em que momento seu romantismo desceu ladeira abaixo e a fez olhar com desconfiança as demonstrações de amor?
E nós? Até que ponto haveremos de concordar ou discordar com ela?
Adriana Nunes
3e91dcff7ca6c7662373dbe60cc338bc

…Mas não sou um robô… Embora eu ache que essa seria a solução… Viver automática mente, apenas pronta para responder ao que me perguntam…

Nunca, nunca expressar emoção: raiva, amor, indignação, nojo, felicidade, empolgação… Nunca!
Não seria essa a solução de todos os problemas da vida? Passar pela vida e nada sentir? Nem ser brava, nem calma, nem nervosa, nem pacata, apenas não sentir nada, ser como um robô que apenas passa neste mundo…!
Talvez fosse a solução… mas talvez seja melhor pedir a Deus para nos livrar disso…
Adriana Nunes
robo

Eu não sabia o que era a tristeza… Até um dia ela chegar e querer ficar… Eu não compreendia esse sentimento na vida de alguém, parecia estranho, fantasioso…

Bem… dos sentimentos só sabe quem os tem…

Estranha mesmo é essa tal tristeza… Ela faz o sorriso ficar sem graça… O que é belo não ter encanto…
Ela faz até a barriga não sentir fome, a comida ficar sem sabor e a coisas mais significantes da vida passarem como se não tivessem valor!!!
Ah, tristeza danada! Tu chegas e me roubas o ânimo!
Com que direito? Quem te trouxe? Quem te mandou visitar-me…?
Por que gostaste tanto de ficar em mim? Nunca te quis, nem te busquei…!
Se chegaste para tirar-me de um mundo de ilusão, saibas que já aprendi… Já entendi que no mundo há diversos sabores, entre eles também o amargo… E que ninguém pode esnobar de ti, ó tristeza, porque um dia tu podes chegar e querer ficar por alí… aí tu mostras a tua esperteza, e ainda zombas de quem te despreza…
Eu quero ainda te dizer, depois de tudo isso que eu te disse, que aprendi contigo que tudo tem seu momento na vida, até tu tens o momento de chegar e de partir…
E aprendi ainda que até as lágrimas que me impulsionas a chorar têm serventia… Em mim, por exemplo, às vezes parece que chegam para lavar o que eu sozinha e sem ti jamais poderia alvejar!
Então, tristeza,  se vais chegar que sejas breve… A vida precisa de cor e sabor para ter sentido… Se vens tirar a cor e o gosto que seja para que possamos valorizá-los, mas mesmo assim nos devolva rápido!
Só sabe do poder da tristeza quem já a sentiu… Só sabe do poder de vencê-la também quem já a viu partir! Ainda que vez ou outra ela volte, porque é teimosa, ela bem sabe que por aqui ela só fica de passagem…
Adriana Nunesjanela

Eu estarei aqui, nesse meu jeito, sem graça, sem esforços, sem mover-me… Quase como quem desistiu… Não terá mesmo desistido…?

Talvez carregando apenas um cansaço… Um desconforto… Uma interrogação cuja resposta ninguém saiba dar…
E aí permaneço assim, pálida, sem vivacidade, quase mórbida, quase entregue à … Exceto pelo ar que suavemente respira, a voz que mesmo presa ainda sai, pelas expressões que rosto ainda mostra mas só porque há movimento na face…
O pior de tudo, é ver-se assim… E não saber se tornou-se assim porque se importa ou porque não se importa…
By: Adriana Nunes
9102c80cb14508c5290a96b84732aace

Voa passarinho, mas voa bem alto, bem alto mesmo, viu?

“A andorinha voa veloz, voa mais do que minha voz, andorinha faz a canção que eu não fiz… ” … “Andorinha voa feliz…”

Pois então segue Andorinha…, segue teu caminho e teus sonhos…

A mim, talvez não caiba voar, não do jeito que tu voas…

Cada um voa no mundo com o talento que tem…

Voa… mas voa bem alto mesmo, e bem longe…

Não precisa me ouvir, em momento algum…

Apenas segue, segue, segue…

O caminho parece longo…

Vai…

Adriana Nunes

 

“A andorinha voou, voou… Fez um ninho na minha mão E um buraco bem no meu coração…”

Voa bicho
Milton Nascimento
Andorinha voou, voou
Fez um ninho no meu chapéu
E um buraco bem no meio do céu
E lá vou eu como passarinho
Sem destino nem sensatez
Sem dinheiro nem pra um pastel chinês
A andorinha voou, voou
Fez um ninho na minha mão
E um buraco bem no meu coração
E lá vou eu como um passarinho
Como um bicho que sai do ninho
Sem vacilo nem dor na minha vez
A andorinha voa veloz
Voa mais do que minha voz
Andorinha faz a canção
Que eu não fiz
Andorinha voa feliz
Tem mais força que minha mão
Mas sozinha não faz verão
A andorinha voou, voou
Fez um ninho na minha mão
E um buraco bem no meu coração
E lá vou eu como um passarinho
Como um bicho que sai do ninho
Sem vacilo nem dor na minha vez
Compositor: Telo Borges

Parece que nada na vida é por acaso mesmo não… Nem os livros que lemos, ou as coisas que comemos, ou as imagens que vemos… Tudo tem um porquê e se apresenta a nós no tempo certo…

Apesar das críticas e da fantasia, acompanhei uma ficção por um tempo que mexia comigo…Também tinha meu tema preferido: amores eternos… hahahahaha

Certamente não foi por acaso que ao final pude ouvir esse texto abaixo…

 

AMANHÃ É TARDE…

Demonstre seu amor hoje, como se você estivesse numa despedida.

Fale com as pessoas de tal modo que elas guardem de você as palavras mais ternas.

Não perca a oportunidade de mostrar seu afeto a cada pessoa que cruzar o seu caminho hoje.

Não adie o amor, não adie o sorriso, o olhar de candura, a boa palavra, o abraço caloroso, o beijo de ternura, porque ninguém sabe se amanhã reencontraremos essas pessoas.

Um dia sem amor é um dia perdido! E um dia que não volta mais!

Somos espíritos imortais, mas a experiência na Terra tem prazo de validade. E ninguém sabe quando esse prazo expira.

Sêneca

[DEZEMBRO] O que estou lendo no momento